top of page
  • Foto do escritorFrancyne Michelle

Como adaptar sua farmácia ao cenário de soluções para emagrecer?

Aprovação da Anvisa de tratamento semanal para obesidade traz novas possibilidades de negócio, enquanto a tendência do uso do Ozempic para emagrecer apresenta desafios para a gestão de estoques de medicamentos em farmácias. Como se adaptar a esse cenário e aproveitar as oportunidades de mercado?





Ozempic é um medicamento injetável para o tratamento do diabetes tipo 2 que tem chamado a atenção por seus efeitos também na perda de peso. Embora tenha sido aprovado pela Anvisa apenas para o controle da glicemia, muitas pessoas têm utilizado o Ozempic como um tratamento para emagrecer. No entanto, essa tendência pode estar afetando o acesso dos diabéticos ao medicamento, já que as farmácias estão enfrentando falta do produto.


Segundo um artigo publicado no site Panorama Farmacêutico, muitas pessoas têm utilizado o Ozempic para emagrecer mesmo sem prescrição médica. Como resultado, a procura pelo medicamento aumentou significativamente, causando falta do produto nas farmácias. Além disso, os diabéticos que dependem do Ozempic para o controle da glicemia estão tendo dificuldades para encontrar o medicamento, o que pode afetar negativamente sua saúde.


A situação se agrava pelo fato de que a falta de Ozempic nas farmácias não é um problema pontual, mas sim uma tendência que vem se tornando cada vez mais comum. De acordo com o Panorama Farmacêutico, a falta do medicamento tem sido registrada em todo o Brasil. Isso significa que muitos diabéticos estão tendo dificuldades para encontrar o tratamento adequado para o controle da glicemia.


O Ozempic é um medicamento injetável que deve ser utilizado uma vez por semana. Ele atua reduzindo a glicemia e estimulando a perda de peso. No entanto, seu uso deve ser prescrito por um médico e acompanhado de perto para evitar complicações. Além disso, o Ozempic não deve ser utilizado como um tratamento para emagrecer, já que seu uso indiscriminado pode causar efeitos colaterais indesejados.


Em contrapartida, a Anvisa aprovou recentemente o primeiro tratamento semanal para obesidade, chamado Wegovy. O medicamento é indicado para pessoas com índice de massa corpórea (IMC) igual ou superior a 30 kg/m² ou para aqueles com IMC igual ou superior a 27 kg/m² e comorbidades associadas, como hipertensão arterial, dislipidemia, diabetes tipo 2, entre outras.


O Wegovy é um medicamento injetável que deve ser administrado uma vez por semana. Ele atua reduzindo o apetite e promovendo a sensação de saciedade. No entanto, assim como o Ozempic, seu uso deve ser prescrito por um médico e acompanhado de perto para evitar complicações.


É importante que as pessoas busquem orientação médica antes de utilizar qualquer medicamento e respeitem sua indicação terapêutica. Além disso, a aprovação do Wegovy como o primeiro tratamento semanal para obesidade pode representar uma opção segura e eficaz para pessoas que precisam de ajuda para emagrecer.



A aprovação da Anvisa de tratamento semanal para obesidade traz novas possibilidades de negócio para as farmácias. Então, como os gestores de farmácias podem lidar com a falta de medicamentos e aproveitar as oportunidades de mercado?


É Importante estar atento às oportunidades de negócio que surgem no mercado. Com a aprovação da Anvisa de tratamento semanal para obesidade, as farmácias podem oferecer novos produtos e serviços que atendam às necessidades dos pacientes que buscam o tratamento para a obesidade. Esteja preparado para oferecer esses produtos e serviços, treinar sua equipe de vendas e divulgar as novidades para os pacientes.


A data para que Wegovy esteja disponível nas prateleiras das farmácias ainda não está definida. Contudo, a Novo Nordisk espera que Wegovy esteja disponível para a compra já no próximo semestre de 2023.


No entanto, é importante lembrar que a gestão de uma farmácia vai além da oferta de produtos e serviços. É fundamental garantir um atendimento de qualidade e um relacionamento próximo com os pacientes. A satisfação do paciente é fundamental para o sucesso da farmácia.


A falta de medicamentos como o Ozempic pode trazer grandes desafios para os gestores de farmácias, mas também pode representar oportunidades de negócio. É importante ter uma gestão eficiente de estoques, estar atento às oportunidades do mercado e garantir um atendimento de qualidade aos pacientes. Assim, os gestores de farmácias estarão preparados para lidar com a falta de medicamentos e aproveitar as oportunidades de mercado!




Para ficar sempre informado sobre o mercado farmacêutico:

Acompanhe o BLOG PedBot e nos siga nas redes sociais!


Comentarios


bottom of page