• Renata Muzi

E-mail marketing: não é o fim!

Entenda qual a importância dessa maneira de comunicação no cenário atual.




O e-mail é algo antigo, está presente desde o começo da internet, quando ainda não nos imaginávamos com o Wi-fi e a nossa alegria era ter uma internet discada. Mas acredite, não é o fim para esse tipo de comunicação, até hoje, e-mails são utilizados para uso pessoal e profissional. Em empresas ele é de extrema importância, um e-mail bem escrito, bem direcionado e relevante pode ser um dos métodos de marketing mais eficazes para se comunicar com seu público durante o processo de compra até a venda efetivada, com ele é possível trabalhar a relação com o seu cliente.


E-mails que vendem!


Mas afinal, como monto meu e-mail de forma que realmente consiga chamar atenção do meu futuro cliente e ele queira saber mais ou até mesmo já queira ir direto para a finalização da compra?


1. Por que quero enviar essa campanha de e-mail?


Se planeje e identifique qual que será o objetivo para sua empresa ao realizar estas campanhas de marketing, por exemplo, você quer divulgar um produto ou serviço novo? Quer trazer mais assinantes ao seu blog? Quer agradecer a presença de todos em um evento que realizou? Tenha claro e planeje a sua meta para esta estratégia de marketing, somente assim você conseguirá planejar um conteúdo assertivo que trará resultados concisos.


Importante ressaltar que os e-mails devem ter uma finalidade única, um conteúdo com muita informação acaba se torando maçante e geralmente não será lido. Caso queira combinar, escolha temas pequenos que conversem muito bem entre si!


2. O que quero que meus visitantes façam?


Tenha um chamado de ação claro e objetivo, ao ver aquele “aviso” seu cliente tem que entender de primeira o que você quer que ele faça. Por exemplo, se você quer que ele faça um cadastro em seu site, utilize um botão claro indicando que ao clicar ele será levado para essa ação.


Esse tipo de elemento é chamado de CTA, abreviação da sigla inglesa Call to action, e geralmente se apresenta em formato de botão, de cores diferentes do resto do layout para se tornar chamativo. O CTA utiliza verbos no imperativo como ‘’ veja ‘’ ou ‘’acesse".

Também é interessante planejar o lugar onde esse chamado estará. Confira alguns exemplos de conversões baseados no lugar do botão.


Taxa de cliques por posição do CTA:




Fonte: E-mail marketing: metodologia quantitativa para definição de melhores práticas - Ferreira, Tatiana Sofia Santos, 2016.



Ou seja, o maior índice de abertura com CTA é no meio. Apesar dos dados, sempre rode testes internos, porque muitas vezes o que funciona para todos os negócios podem não funcionar para o seu.



3. Planeje o design do seu e-mail.


Isto é de extrema importância, já que muitos ficarão muito pouco com o seu e-mail aberto ou muitos nem irão chegar a ler. Não esqueça de deixar todo o design no estilo do seu site, afinal a sua identidade da marca deve estar em todo lugar, o cliente precisa assimilar, cores, logos e escritas a sua marca, assim lembrará de você quando necessário.


Utilize também uma hierarquia nas informações, deixe coisas mais importantes no topo, o início do e-mail é a primeira visão que a pessoa terá ao abrir ele, e se já no começo você ir direto ao ponto melhores são as chances de interesse.


Se você utilizar um tipo de “história”, contar algo com início, meio e fim, onde o começo gere curiosidade sobre a conclusão, são maiores as chances de ele terminar de ler e ainda realizar a ação que você tinha como objetivo.


Algumas dicas:

  • Faça o “teste entre os olhos”: se você cerrar seus olhos e olhar uma versão borrada do seu e-mail, ela parece bonita?

  • Alinhe seus textos e imagens, adicione espaçamento e subtítulos que separe quando você entra em outro assunto.

  • Adicione espaçamentos e subtítulos para separar diferentes seções da sua newsletter.

  • Certifique-se de alinhar seu texto e imagens.


4. Tenha boas imagens!


Somos criaturas visuais atraídas por imagens, tente transmitir a mensagem apenas com a imagem se possível, utilize poucos textos. Claro que é importante sempre escolher imagens de qualidade que conversem com o assunto do seu e-mail.



Um modelo que pode dar certo:


Confira um modelo básico de e-mail que funciona para vários nichos de negócio e pode dar muito certo com o seu negócio:


  • Cabeçalho introdutório: Se apresente e deixe claro qual motivo do e-mail, qual oferta e benefício que seu cliente pode ter ao ter acesso aquele material

  • Descrição: De mais detalhes, diga como funciona, se é um produto ou serviço, se é uma oferta. Utilize textos concisos, mas que tragam informações valiosas e interessantes.

  • Por fim, mas não menos importante, o CTA: call to action, ou chamado de ação, indicando qual a ação desejada que cada usuário deve executar


Esperamos que esse post tenha trazido dicas valiosas que ajudem a impulsionar o marketing da sua empresa e consequentemente aumentar suas vendas! Mãos a obra!




Ainda não está convencido?


Se você ainda não está seguro que o e-mail marketing ainda é uma boa opção, existe uma nova inovação. Hoje em dia as campanhas de WhatsApp tem se mostrado muito efetivas nesse aspecto.

Enquanto o e-mail possui uma taxa de abertura de 30%, o do WhatsApp beira os 80%. Quer saber mais? Marque uma demonstração com nossos especialistas e entenda como implantar o WhatsApp na sua operação. Conheça o Pedbot!